Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Outubro 04 2009

AI MEU AVÔ, MEU AVÔ

 

Ai, meu avô, meu avô
Meu humilde pescador
A ti eu devo o que sou
Por isso te tenho amor.

 

Ai, meu avô, meu avô
Valente homem do mar
Porque a vida te levou
Ando nele a navegar...

 

Ai, meu avô, meu avô
Navego no mar da vida
Porque o tempo já passou
Mais uma maré vencida!

 

Ai, meu avô, meu avô
O que por mim tu fizeste
Tudo que ele me ensinou
Fez-me ver a onda agreste

 

Ai, meu avô, meu avô
Que me ensinaste a remar
Nunca foi um "bibelôt"
Aprendi a trabalhar!

 

Ai, meu avô, meu avô
Se hoje nada mais temo
Meu barco não naufragou
Que fiz da lança o meu remo!

 

Ai, meu avô, meu avô...
O que me resta a Saudade!
Se é pouco o que te dou
É grande a minha amizade!

 

Ai, meu avô, meu avô
Quimera, doce quimera
Quando levantar meu vôo
Nasce em mim a primavera!

 

Os meus sonhos de criança
Da vida que já passou...
Renascem marés de esperança
Ai, meu avô, meu avô!

 

MARIA JOSÉ FRAQUEZA


publicado por appoetas às 06:54

Outubro 04 2009

O MEU BARCO SENTIMENTO

 

O meu barco decorado
No meu amor sentimento
Como é lindo, embandeirado
Vogando ao sabor do vento…

 

É meu barco sentimento
Antigo, tradicional
Que celebra bom momento
Na minha terra  Natal.

 

Gosto de o ver navegar
Pela ria abençoada
E a Virgem ver chegar
Junto ao cais abençoada!

 

Coração de marinheiro
Vai no barco a navegar
Vai com ele o mundo inteiro
A Virgem no seu altar!

 

Com os remos desta vida
E as velas de fino pano
Levando a onda vencida
Ele sulca o oceano!

 

O meu barquinho saudoso
É meu amigo fiel
É o barco mais famoso
O mais bonito batel.

 

É barco tradicional
Na nossa história famosa
Um veleiro original,
Da nossa Ria Formosa.

 

Nos dia em que há festança
Ele todo embandeirado
Neste percurso que avança
É glória do passado!

 

Precioso galardão…
Que minha Ria emoldura
A Virgem na Procissão
Na tradição que perdura!

 

 MARIA JOSÉ FRAQUEZA

publicado por appoetas às 06:51

Outubro 04 2009

O MEU BARCO VELEIRO


Por muito que corra o mundo inteiro
Por mais rias e mar  a navegar…
Não há outro barco, nem barqueiro
Num sonho que nasceu perto do mar!

 

Nem há um outro arrais ou companheiro
Nem há um outro porto de chegar…
Nem as velas mais brancas do veleiro
Que fazem a nossa alma libertar!...

 

É assim o lindo barco veleiro…
Deste singular sonho cor de rosa
E sempre com carinho verdadeiro
Ao vê-lo navegar fico ditosa!

 

Gostava de ser eterno passageiro
Que na ria navega sem parar…
Dentro da alma o sonho verdadeiro
A jóia dum passado secular!

 

E dele serei sempre eterna amante,
A devolver-lhe toda  esta ternura
Porque sinto em minha  alma o navegante
Da Fuseta - um passado que perdura!

 

O barco tem magia, tem encanto
A deslizar docemente sobre a ria
A Virgem vai nele com seu manto
Numa rota de Sonho e de Poesia!

 

Embalada no seu belo roteiro…
Cantarei os meus hinos de esperança
Na saudade desse barco veleiro
Que vive em mim dos tempos de Criança!

 

MARIA JOSÉ FRAQUEZA

 

publicado por appoetas às 06:49

Outubro 04 2009

MOCIDADE

 

Ser moça da vila....
Ai que saudade,
Do estado de graça
A que a mocidade
Imprimia raça.
Desses tempos idos
São sonhos perdidos
E a recordação
De tanta paixão 
Ficou na magia
Dum texto em poesia.

 

MARIA VITÓRIA AFONSO

publicado por appoetas às 06:35

Outubro 04 2009

 POETA é aquele
Que traz na alma
A magia das palavras,
Que tem alegria na voz,
Que sente no coração
O sentimento de paz.
O poeta
Sempre presta
Homenagem à vida.
O poeta
É aquele que vive do sonho,
Que ainda pensa
Que o mundo é capaz de mudar.
Mas o poeta...
Não pode ficar calado,
Tem que se fazer ouvir
Em todo o lado.
O poeta
Tem que ser o arauto da paz,
O profeta do amor!
Mas o poeta
É somente um sonhador...

ALBINA DIAS

publicado por appoetas às 06:32

Outubro 04 2009

HINO DE ESPERANÇA

Um sorriso de criança
É um poema de amor,
Hino celestial,
Doce melodia,
O raiar da aurora,
Perfume de flor!
É a Primavera
Em cada dia!
Sua voz é uma canção
De ternura e de verdade,
Que alegra o coração
E nos dá felicidade ...
São um hino de esperança,
A paz da vida florindo,
Os olhos duma criança,
Sorriso de amor infindo!

02 -02-2004
ALBINA DIAS
publicado por appoetas às 06:30

Outubro 04 2009

REPAREI EM TI

Reparei em ti, sentado na rua,
Qual farrapo humano!
Vi a tristeza tua
Dependendo do pó,
Que só te destrói...
Eu vi-te tão só,
Que o coração dói!
Menino bonito,
Outrora tão querido,
Abandonaste tudo,
Nem de ti és amigo...
És amigo de quem?
Só do pó maldito!
Não ouves ninguém,
Nem mesmo o teu grito!
Tu vives na rua,
Foste à descoberta,
Mas o que encontraste
Foi uma vida incerta!
Estás condenado
A uma vida falhada
E do que ela deu
Já não esperas nada!
Vives o momento
Da libertação
Mas para o conseguires,
Só parando o coração!...
12-8- 2003
ALBINA DIAS

 

publicado por appoetas às 06:27

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
17

20
24

28
30
31


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO